20141007-42

NOTA: 7 / Renato Furtado

Parabéns! Felicidades! Muitos anos de vida!

É com alegria festiva (?) que abrimos nossa seção “Aniversário”! E muito bem, vejam só: um dos aniversariantes do mês de setembro completa nesse dia 12, nada mais nada menos que dezoito primaveras! -Ou verões, ou invernos ou outonos, como vocês preferirem. Então, parabéns para Vidas em Jogo, dirigido pelo incrível David Fincher e estrelado por Michael Douglas e Sean Penn.

Lançado dois anos depois do clássico instantâneo e sucesso de crítica e público, Se7en – Os Sete Crimes Capitais, Fincher retornou às telonas para dar vida ao roteiro original escrito por John Brancato e Michael Ferris e que conta a história de Nicholas Van Orton, um milionário investidor que recebe um convite peculiar como presente de aniversário de seu irmão, Conrad: participar de um jogo misterioso que, se a princípio parece apenas um jogo, aos poucos começa a consumir sua vida e a enlouquecer o personagem interpretado por Michael Douglas.

Fincher, à época apenas em seu terceiro filme (nunca se esqueçam da existência de Alien 3), construiu um thriller labiríntico aliando sua ágil e inteligente maneira de dirigir herdada dos seus tempos de filmes publicitários e dos videoclipes (assinou clipes da Madonna e do Aerosmith) com toques hitchcockianos que vai além dos tons de mistério e de suspense e entra no campo da sátira e do estudo psicológico do capitalismo e dos efeitos que esse sistema pode causar nos indivíduos – uma marca recorrente dos filmes do período como Beleza Americana e, principalmente, Clube da Luta, considerado por muitos como a obra-prima de Fincher.

Ainda, o filme aborda e demonstra outros temas e estilos que viriam a se tornar recorrentes na cinematografia de Fincher como a forma paródica de tratar os meios de comunicação e as influências exercidas por eles (principalmente no incrível Garota Exemplar), a direção de atores mais do que competente e a arquitetura de suspense construída meticulosamente frame por frame e plano por plano, marca registrada da montagem de Fincher.

Vidas em Jogo foi selecionado, em 2012, para ser parte da coleção da famosa distribuidora e restauradora de filmes norte-americana, Criterion Collection, que relançou o filme em setembro daquele ano com vários bônus incluindo comentários do diretor e da equipe, um ensaio do crítico de cinema David Steritt e até mesmo um final alternativo! Os dvds e o blu-ray dessa versão podem ser encontrados no próprio site da empresa, em grandes lojas e no mercado negro mais próximo da sua casa, evidentemente (a versão do mercado negro inclusive promete levar o cliente pelo jogo do filme, o que pode se provar perigoso, mas isso é com vocês).

Anúncios