Friends

Colaboração especial de Adriele Pereira. Nossa amiga, estudante de Jornalismo na UFRJ, fotógrafa e apaixonada por Friends, ela foi nossa primeira opção para escrever sobre esse conteúdo, tão querido de todos nós. Parabéns pelo texto, um manifesto definitivo para os fãs da série. 

Ontem, dia 22 de setembro, a série que ajudou a mudar (junto com Seinfeld) a televisão americana e internacional no quesito produção de comédias fez 21 anos e chegou à maioridade completa com fôlego de sobra para encantar muitas pessoas mais por muito tempo: é claro, estamos falando de Friends, a clássica série que todo mundo cresceu vendo – e continua crescendo vendo e vivendo vendo e daqui uns anos até morrendo vendo também porque é realmente boa pra caramba!

O piloto da série (que durou dez temporadas, tempo suficiente para se tornar um fenômeno cultural em todo o mundo) nos apresenta os seis personagens principais, cujas vidas acompanharemos: Rachel, Ross, Joey, Phoebe, Chandler e Monica. 75 atores realizaram testes para cada um dos papeis até que a equipe de produção da NBC e os criadores da série, David Crane e Marta Kauffman (também co-criadora da série da Netflix, Grace & Frankie) finalmente decidiram escalar Jennifer Aniston, David Schwimmer, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc e Matthew Perry para viver os seis amigos.

Crane e Kauffman submeteram a ideia original da série (uma série sobre sexo, amor, relacionamentos, carreiras e sobre uma época da vida onde tudo é possível, segundo os criadores escreveram no primeiro rascunho da premissa) aos executivos da NBC. Entusiasmados, os chefões logo pediram um roteiro completo para o piloto que, assim que foi gravado e finalizado (foram gravadas, aproximadamente, oito horas que vieram a se tornar os vinte e dois minutos oficiais de duração do piloto), chamou atenção suficiente da emissora, que encomendou mais doze episódios – sem sequer ter veiculado o episódio no ar.

No dia 22 de setembro de 1994, Friends finalmente estreou e estreou com o pé direito: aproximadamente 22 milhões de pessoas assistiram ao primeiro capítulo da história. As críticas pareciam ter testemunhado o nascimento de algo realmente grandioso (apesar de ninguém saber o quão grandioso seria): no Los Angeles Times, Friends foi declarada como a melhor nova série de comédia da temporada; a revista Variety destacou os talentos dos atores, principalmente o de David Schwimmer; e outras publicações e periódicos também foram só elogios, apontando a inteligência da série e a criatividade do piloto. Esse episódio foi um sólido e divertido ponto de início para a série e daí pra frente, vocês conhecem a história: foi só ouro, só sucesso.

Algumas curiosidades: o script original trazia o título da série como Insomnia Café (graças aos deuses da televisão que virou Friends; Jennifer Aniston foi considerada inicialmente para o papel de Monica, assim como Courteney Cox fez testes para o papel de Rachel em primeiro lugar e só depois de certo estudo por parte da equipe de produção é que as duas trocaram de personagem; Jane Lynch (a Sue Sylvester de Glee) fez audições para o papel de Phoebe; Matt Le Blanc precisou de oito testes até conseguir agradar completamente os produtores; e David Schwimmer foi o primeiro ator a ser contratado.

Bom, por hoje é só (e eu juro que vou falar de alguma coisa diferente de séries e tevê aqui, juro mesmo, eu acho) e vou me despedindo por aqui desejando um feliz aniversário e a mais longa vida possível a esses seis ótimos e divertidos atores e a essa série incrível que mora lá dentro, no fundo dos nossos corações: feliz 21 anos, Friends!

MELHORES MOMENTOS DA SÉRIE!

É impossível negar que os meus personagens favoritos são o Chandler e a Phoebe, mas os manos me deram uma tarefa muito, muito difícil: escolher os 5 melhores ou os meus episódios favoritos de Friends.  Mas desafio aceito, então bora lá!

5º 7×14: The One Where They All Turn Thirty

5. The One Where They All Turn Thirty

Não tem como negar que os episódios de Friends que envolvem flashbacks são aqueles que conquistam ainda mais o nosso coração. ❤

Mas esse consegue ser ainda mais especial. A estrutura do roteiro é feita de forma muito habilidosa e cuidadosa, porque a partir do trigésimo aniversário de Rachel, todos se lembram (e lamentam!) dos seus aniversários de 30 anos. E tudo é pensado de forma que o espectador não se perca nas diferentes histórias contadas.

O melhor de Friends é que os seis são protagonistas. Você pode ter personagens preferidos como eu, mas nenhum deles é maior ou menor do que o outro. Todos os seis recebem a devida atenção. E nesse episódio não poderia ser diferente. Os momentos mais memoráveis são: quando a Phoebe encontra a sua gêmea Ursula e descobre que já tem 31 e a gente percebe o quanto o Joey tem pavor de envelhecer. E como é possível se esquecer do Ross tentando sair da baliza mais impossível da história da humanidade?

4º: (4×12) The One With The Embryos

4. The One With The Embryos

Após uma impecável terceira temporada, Friends já havia conquistado o coração de milhares de norte americanos e com a quarta (que na minha opinião é uma das melhores), consegue reafirmar a sua popularidade.

Embora o título do – simples, porém brilhante – episódio nos faça pensar na ida de Phoebe à clínica de fertilização para receber os embriões de Frank e Alice, são os outros 5 personagens que o tomam conta do cenário.

Tudo começa porque a Rachel fica muito irritada por não conseguir dormir devido à galinha que vive no apartamento do Joey e do Chandler. Por ter acordado muito cedo, ela decide ir às compras e os meninos conseguem acertar cada item da sacola de Rachel numa tentativa de provar que eles a conhecem melhor.  Insatisfeitas, Rachel e Monica pedem por revanche e Ross organiza o jogo.

A rivalidade entre os sexos (Rachel e Monica x Joey e Chandler) e a cena do quiz promovido pelo Ross é um dos momentos mais marcantes de toda série. E uma ótima jogada dos criadores, porque os personagens colocam em teste tudo aquilo que eles já passaram e por consequência, tudo o que nós vivemos com eles durante essas quatro temporadas. E a cada segredo revelado, o público se aproxima cada vez mais. O que comprova que as temporadas anteriores foram tão bem construídas a ponto de já ter um passado suficiente para sustentar esse jogo de perguntas e respostas.

A princípio eles apostam dinheiro, porém a mania da Monica por sempre ganhar coloca o apartamento em jogo quando tudo está empatado. A pergunta para desempatar é justamente aquela que ninguém sabe responder: “qual é o trabalho de Chandler Bing?” Afinal, o que ele faz mesmo? Mexe com computador, com números, com o que? Rachel arrisca e diz que ele é “transponster”, no entanto, isso sequer é uma ocupação, sequer é uma palavra. Então, merecidamente, os meninos ganham o apartamento da Monica.

Enquanto eles tentam trocar de apartamento, substituindo os móveis da Monica pelos seus, Phoebe chega e logo depois, chega o seu irmão juntamente com Alice. Em meio a tanta bagunça e a tanta gritaria, ela descobre que está grávida e por um momento eles deixam a rivalidade de lado e se abraçam em comemoração à boa notícia da amiga.

3º: (10X12) The One With Phoebe’s Wedding

3. The One With Phoebe’s Wedding

Friends é uma série sobre o cotidiano, sobre a vida e sobre as relações humanas quer seja de amizade, de afeto ou amor. Por conta disso, vemos alguns casamentos no desenrolar da série. Um dos mais memoráveis é o casamento em Londres em que o Ross diz: “Take thee, Rachel… Emily” (último episódio da brilhante quarta temporada). Porém, um dos que mais me marcaram foi o casamento da Phoebe e do Mike na última temporada.

Enlouquecida pela Monica, Phoebe é a noiva mais engraçada que conhecemos. Bem no início do episódio, ela pede a Joey para entrar com ela na cerimônia, já que o pai não conseguiu liberação na cadeia porque não conseguiu esperar até segunda para esfaquear alguém. No jantar de ensaio, Joey entra no personagem de pai da Phoebe enquanto a Monica dá ordens em tudo e todos fazendo a noiva surtar e então, demiti-la do cargo de organizadora do casamento.

Rachel e Monica são as damas de honra e Chandler e Ross estão fora da cerimônia. Porém, um dos padrinhos de Mike não poderá comparecer e isso faz com que os dois disputem para ocupar o lugar vago. Mike passa a responsabilidade para Phoebe e ela pede para a Rachel escolher. Ross que não se conforma por estar de fora de um casamento, garante a ela que se for acompanhada por Chandler, ouvirá inúmeras piadas até o altar. Já Chandler apela dizendo que nunca foi escolhido para nada e Rachel então, acaba escolhendo os dois.

Devido a forte nevasca, o casamento corre o risco de não acontecer até que Rachel sugere que Phoebe case na rua. Monica reorganiza tudo de última hora e o casório acontece bem ali em frente ao Central Perk. No final das contas, Mike deseja que o seu cachorro faça parte da cerimônia e, como o Chandler tem fobia é o Ross que carrega o cachorro ao lado da Rachel.  Joey terá que fazer a cerimônia e Chandler entra com a Phoebe.

Tá aí, uma das cenas mais lindas de Friends: ver a esquisita Phoebe vestida de noiva congelando com a neve, mas dizendo para Mike que nunca tinha tido uma família e que ele era a sua família. Pera que um cisco caiu aqui no meu olho porque eu amo esses dois e torcia por eles mais do que pro Ross e a Rachel. Ufa, enxuguei aqui. Se você não viu esse episódio ainda, veja! Tem 29 minutos e meio e vale a pena por cada segundo.

2º: (5×08) The One With All The Thanksgivings

2. The One With All The Thanksgivings

Bem como já disse, Friends é uma série sobre a vida e o cotidiano. E isso faz com que a gente presencie a celebração dos feriados, datas comemorativas e os aniversários dos nossos queridos personagens.

Em meia a tanta comemoração, de todos os episódios sobre o dia de ação de graças, pra mim esse é o melhor. Sim, supera o episódio que tem a participação de Brad Pitt o qual interpreta o Will, um velho amigo de Ross que odeia a Rachel (8×09: The One with the Rumor). Ele é muito divertido do início ao fim. A gente também descobre porque Chandler odeia esse dia e todos relembram como foram os Thanksgivings anteriores. E flashback é algo que dá MUITO certo em Friends.

Mas a cena que a gente guarda no coração é a última. Monica decide colocar um peru na cabeça para fazer uma dancinha para Chandler e assim se desculpar com ele por ter deixado a faca cair no seu pé em um dos Thanksgivings do passado. Porém ela não esperava pela adorável fala: “You are so great, I love you!” ❤  Eu simplesmente amo essa cena em que a Monica fica surpresa e Chandler tenta negar.  E o que acontece depois dela também: Joey toma um baita susto e sai correndo desesperado ao ter visto o peru na cabeça da Monica.

 1º: (10×17,18) The last one

1. The last one

Toda vez que eu assisto esse episódio eu digo pra mim mesma “não vou chorar, não vou chorar, não vou chorar”. E quando eu percebo as lágrimas já estão caindo e não importam quantas vezes eu assista sempre sorrio quando ouço o “Where?” de Chandler na última cena.

Algumas séries até começam muito bem, mas tem um final desastroso, como é o caso de Lost, How I met your mother e Dexter.  Porém os fãs de Friends não podem reclamar e negar que a série termina à altura e tão bem quanto começou. Talvez ainda melhor!

Assim como Breaking Bad, Friends tem um desfecho genial. Não é o episódio mais engraçado da temporada e também não poderia ser, porque marca a despedida de uma década. Mas tem um incrível roteiro e cenas de arrancar lágrimas e gargalhadas de todos aqueles que assistem – quer seja pela primeira vez ou pela vigésima segunda.

O episódio duplo começa com Phoebe e Joey empacotando os pertences de Monica e Chandler que acompanham Erica (Anna Faris) ao hospital.

Rachel deixa o apartamento de Ross após eles terem dormido juntos na noite anterior. Mas isso não faz com que ela mude a ideia de morar em Paris. Pelo contrário, ela encara isso como uma maneira perfeita de se despedir. Phoebe convence ao Ross para contar a Rachel o que sente e tentar fazer com que ela mude de ideia. Ele tanta fazer isso no Central Perk, mas quando ele está prestes a contar, o nosso querido Gunther confessa o seu amor até então escondido por 10 anos.

Erica dá à luz a gêmeos, surpreendendo a Monica e Chandler, a mim e a você. Pois só esperávamos apenas uma criança. Em seu apartamento, Joey mostra a Phoebe seu presente para Monica e Chandler: um pintinho e um filhote de pato para substituírem os que morreram (porém ele não sabe disso!).

Voltando ao apartamento da Monica e do Chandler, Ross decide não contar a Rachel, por medo de ser rejeitado por ela. Ela se prepara para pegar o voo, mas espera tempo suficiente para Monica e Chandler retornarem com os gêmeos, chamados de Erica (homenageando a mãe biológica dos bebês) e Jack (homenageando o pai de Monica). Depois de Rachel partir, Ross muda de ideia, e Phoebe leva-o em seu táxi para segui-la até o aeroporto. Porém ela está no Aeroporto de Newark, enquanto eles estão no JFK.

Isso faz com que Phoene tome medidas desesperadas. Para ganhar tempo, ela liga para Rachel e diz que tem um problema com a fictícia “falange esquerda” do avião. Um passageiro ouve a conversa e decide descer do avião ao descobrir que não existe um problema com a falange esquerda, mas o avião não tem falange (!!!). Você não voaria em um avião sem falange, né? Pois é. Ele também não. Isso faz com que a tripulação desça do avião e espere para embarcar em outro.

Ross e Phoebe chegam ao aeroporto enquanto Rachel está prestes a embarcar no segundo avião. Ross diz que a ama, mas ela é incapaz de lidar com a sua confissão, fica totalmente sem reação e mesmo assim entra no avião. Ross volta para seu apartamento e encontra uma mensagem de Rachel na secretária eletrônica. Ela começa a explicar as suas atitudes e decide desembarcar do avião, mas a mensagem é interrompida. Ross, incrédulo, por não ouvir até o final da mensagem se depara com Rachel de pé na porta. E então eles se beijam e finalmente ficam juntos.

Na manhã seguinte, os seis amigos se reúnem no apartamento vazio de Monica e Chandler. Com algum tempinho para se despedirem, Joey se dá conta que as paredes são roxas, todos percebem que já moraram ali e colocam suas cópias da chave no balcão. Rachel sugere que antes da Monica e do Chandler irem para a casa nova, eles saiam para tomar café. E então, surge o nosso último sorriso provocado por Friends quando Chandler pergunta “onde?”.

E imediatamente bate aquela tamanha nostalgia. Forte o suficiente para nos fazer voltar para o episódio 1: The one where monica gets a roommate. O piloto. Aquele em que tudo começou. E a razão de estarmos comemorando os 21 anos de F.R.I.E.N.D.S. ♥

Anúncios