UNFRIENDED

Por Caio César / NOTA: 4

Começo este texto dizendo algo muito importante: a pirataria na web é uma realidade. Realidade, esta, que não pode ser negada, principalmente pelos grandes distribuidores, como o caso da Universal Pictures que lançou, na última quinta, este Unfriended (no original) quase oito meses após a sua estreia nos Estados Unidos. O filme, que antes de ser lançado causou muito alvoroço na internet, já está disponível ilegalmente em alta definição na internet há meses e, provavelmente, grande parte do público para o qual é destinado já o assistiu. Cientes desse incômodo fato, as redes de televisão fechada no país já estão exibindo os capítulos de suas séries no mesmo dia em que nos Estados Unidos – é algo a ser copiado.

Quem assistiu na televisão ou quem irá ao cinema ver este filme, ficará surpreso em constatar que, para uma ideia genial, sempre há milhares formas de desgraçar o resultado final. É o acontece no longa, que tem toda a sua ação desenvolvida nas telas dos computadores dos personagens principais, que estão no meio de uma ligação via Skype, programa que permite que você faça vídeo-conferências com seus amigos ao redor do mundo. O que eles não imaginavam é que o alcance do Skype estava pegando NO INFERNO gente socorro, to rindo muito depois de escrever essa frase. Sério, leiam de novo, engrossando a voz hahahaha. 

Como todo adolescente, os jovens estiveram envolvidos em uma brincadeira sem graça que, infelizmente, acabou resultando na morte da bela Laura Barns, gravada em um vídeo fazendo sexo com um colega. No aniversário de um ano de sua morte, porém, ela resolve voltar para se vingar daqueles que ela julga que foram os responsáveis pelo seu fim. Sensacional ideia, não é? Juntar bullying, tecnologia, jovens e terror? Sim. Mas, não dá caldo.

O que vemos é uma sucessão de cortes nervosos, uma ação mal desenvolvida e um espírito que, por quase nunca se materializar, não causa medo. O que atrapalha também é que não há sequer um personagem pelo qual o espectador realmente se importe, já que todos tem desvios claros de caráter que os levaram à serem julgados pelo espírito. A falta de empatia causa um prazer mórbido de ver os chatos sofrendo pelo que causaram à moça finada.

Com um fim que deixará você pensando no porquê de ter gasto seu dinheiro assistindo aquilo, Amizade Desfeita peca muito para ser levado à sério como um bom filme de terror. Melhor passar 1:30h no facebook, ou lendo este blog maravilhoso. Garanto. E não há risco de morte!

Anúncios