Renato Furtado

Mais uma quinzena se passa e, assim, mais uma parte do especial 5 filmes para ver na empresa que todos nós amamos chega aqui no blog. Fiquem aí com as dicas da primeira parte do mês de novembro! Como sempre, tem filmes para todos os gostos, lista para (quase) ninguém botar defeito e dizer que só existem coisas antigas no Netflix

Sociedade dos Poetas Mortos

5.0.2

Ok, eu admito. O primeiro filme é, de fato, antigo. Já tem quase 30 anos. No entanto, chegar com esse fôlego todo com 30 anos de idade, meus amigos, não é para qualquer filme. Afinal, estamos falando de Sociedade dos Poetas Mortos, um verdadeiro clássico que traz, provavelmente, uma das melhores performances de todos os tempos do genial, brilhante e saudoso Robin Williams. A história do professor interpretado por Robin Williams tornou-se clássica ao ensinar, não só aos alunos do filme como a nós também, o valor da poesia e a vontade de viver inspirados por versos, buscando sempre viver cada dia o mais bela e intensamente possível. Além disso, quem não conhece a máxima “Carpe Diem”? Sociedade dos Poetas Mortos é um filme muito bonito, emocionante e inspirador. Simplesmente, um clássico para ver e rever inúmeras vezes.

Meu Primo Vinny

mcv

Ok, vocês vão dizer que só tem filmes antigos nessa lista e eu vou ter que concordar porque este filme também é da década de 80. Mas, esse filme está aqui porque é muito pouco conhecido e a verdade é que todo mundo deveria ver Meu Primo Vinny pelo simples fato de ser hilário. A trama conta a história de dois rapazes acusados de assassinato que precisam encontrar um advogado o mais rápido possível para livrá-los da cadeia, pois são, de fato, inocentes. O problema é que o advogado que conseguem é Vinny (Joe Pesci em uma atuação brilhante), primo de um deles, um advogado que não inspira muita confiança. Acompanhado pela belíssima Mona Lisa (Marisa Tomei em um dos melhores papeis de sua vida e pelo qual ganhou seu Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante), Vinny precisa provar para todo mundo que pode livrar os dois rapazes. Mas, enquanto ele não consegue, sobra muito humor e muita comédia. Um filme realmente bom e realmente divertido. Recomendo para todo mundo.

Os Reis do Verão

KINGS OF SUMMER

Agora um filme beeem mais recente e independente. Os Reis do Verão conta a história de três rapazes que decidem construir uma casa no meio da mata para viver lá, em um lugar onde podem comandar seus próprios destinos e trilhar seus próprios caminhos segundo seus próprios desejos. É o típico filme americano de jovens crescendo perante às adversidades da vida e da própria adolescência, contado com sensibilidade e com humor suficiente para ser um filme que vale a pena, ainda que não seja exatamente inovador. Um bom filme, sobre a juventude, o aprendizado, a amizade e a família. Destaco a atuação do ótimo Nick Offerman como o pai de um dos rapazes, demonstrando ser um ator bom tanto para comédias quanto para dramas – apesar de ser bem melhor nas comédias (vide a incrível série Parks and Recreation).

Red 2

red2

Para os amantes dos velhinhos aposentados e perigosos empunhando armas, chutando bundas, dirigindo carros em alta velocidade, lidando com explosivos e sendo simplesmente muito badasses motherfuckers, assistir a parte 2 é imprescindível. Tão boa quanto o primeiro filme, a sequência traz Bruce Willis, Helen Mirren, John Malkovich, Mary Louise Parker, Catherine Zeta-Jones, Anthony Hopkins e o astro do cinema coreano, Byung-hun Lee em uma narrativa divertida e repleta de cenas com adrenalina o suficiente para fã nenhum colocar defeito. Sério, prestem atenção na foto: se esse filme já é divertido e nonsense congelado, imaginem em movimento. Ou melhor, vejam em movimento, né?

Um Santo Vizinho

um-santo-vizinho

Para completar, um filme que passou despercebido no meio da temporada dos filmes do Oscar e da premiação, o que acabou sendo uma pena, já que Um Santo Vizinho é uma comédia dramática com um grande coração. Estrelado pelo deus do cinema Bill Murray, como um velho veterano ranzinza e bêbado que mantem um relacionamento confuso com uma prostituta russa grávida (uma atuação peculiar de Naomi Watts) e que decide, em troca de receber uma grana, cuidar do filho de sua mais nova vizinha (Melissa McCarthy em um papel contido), Um Santo Vizinho é uma narrativa que pouco inova, mas que diverte bastante, muito por conta do imenso carisma de seu protagonista, que entrega uma performance digna de premiações como o Globo de Ouro (para o qual foi indicado) em um papel levemente politicamente incorreto.

Por hoje é só, pessoal! Divirtam-se muito com esses filmes, se emocionem, se encantem e até a próxima DICA GOLD!

Anúncios