star-wars-7-vf-1.jpg__932x545_q85_subsampling-2

Por Caio César

Quando o novo filme de Star Wars estrear no Brasil, no próximo dia 17, e simultaneamente em todo o mundo, a minha geração vai poder conferir um dos maiores eventos da história do cinema. O fato é que a franquia “Guerra nas Estrelas” se tornou um grande símbolo da cultura pop, mas as cifras arrecadadas pelos filmes (principalmente fora dos Estados Unidos) jamais foram muito grandes.  O episódio 1, “A Ameaça Fantasma”, é o filme da série que mais arrecadou nas bilheterias: cerca de U$ 970 milhões – gerado, em boa parte, pelo hype criado pela volta da série aos cinemas, mais ou menos i que acontece nesse momento.

Tudo vai mudar quando “O Despertar da Força” chegar aos cinemas. O filme quebrou TODOS os recordes da histórias com a venda de ingressos antecipados nos Estados Unidos. Já foram arrecadados mais de U$ 60 milhões, bem mais que muitas produções de sucesso de Hollywood. No Rio de Janeiro, o único cinema IMAX do estado, na Barra da Tijuca, não tem mais nenhum ingresso disponível pros seis primeiros dias de exibição. É uma coisa insana. Analistas preveem que o filme bata o recorde de Jurassic World (U$ 208 milhões) de maior arrecadação no fim de semana de estreia, com um número de quase U$ 300 milhões. O consenso é de que não importa as cifras da estreia, o filme irá ser um sucesso arrebatador que se manterá vivo por muito tempo e arrecadando muito dinheiro mundo afora.

A Disney liberou comunicados, durante esses dias, colocando as expectativas bem abaixo dos profissionais. Sem citar números, porém, confirma a chance do filme ser um grande sucesso. E o será. Não há concorrentes capazes de mudar isso. O único grande filme que estreia junto com Star Wars é “Alvin e os Esquilos 4″, ou seja…

O dia está chegando amigos! Em breve, Star Wars – O Despertar da Força! E a crítica, o mais rápido possível aqui no site.

Anúncios