gga

Renato Furtado

O seu site favorito em toda a internet (muito provavelmente atrás apenas do buzzfeed e da Netflix) leva cinema no nome mas não vive só das telonas! Justamente por isso, a terceira parte do nosso especial sobre o Globo de Ouro 2016 é sobre a telinha! Com as séries ficando cada vez mais profundas em questões técnicas, artísticas e de conteúdo, vivemos em um período que já é conhecido lá no ~estrangeiro~ como a era de ouro da televisão. Se você tem dúvidas sobre isso, é bem possível que as produções televisivas indicadas ao Globo de Ouro neste ano provem que esta é realmente a era de ouro. Vamos lá!

Melhor Série – DRAMA: Game of Thrones; Mr. Robot; Narcos; Outlander; Empire.

É verdade que a disputa sente a falta de séries que terminaram nos últimos anos como Breaking Bad e Mad Men, mas o fato é que a categoria dramática nunca sente falta, realmente, de grandes concorrentes. Neste ano uma produção titânica compete com recém-chegadas ou completas estreantes. Dentre estas cinco, duas saem com mais força: Game of Thrones é um dos maiores fenômenos de audiência e crítica de todos os tempos – merecidamente – e, ainda que este ano não tenha sido o melhor, é sempre uma forte concorrente. Por outro lado, Mr. Robot, que estreou neste ano, ganhou diversos elogios da crítica e provou-se um dos shows mais competentes e provocativos da atualidade – tudo isto em sua primeira temporada! Além disso, mantenham um olho aberto para Narcos (você pode conferir a nossa resenha sobre a série estrelada pela nossa estrela Wagner Moura aqui), que corre por fora com sua filosofia de “plata o plomo”.

Nossa aposta é: Mr. Robot!

mrb

Melhor Série – COMÈDIA: Casual; Mozart in the Jungle; Orange is the New Black; Transparent; Silicon Valley; Veep.

Após um rápido olhar, a categoria de comédia (como sempre no Globo de Ouro, uma categoria pra lá de duvidosa, vide a presença de Orange is the New Black no meio da situação) apresenta logo dois fortes concorrentes: a defensora do cinturão, Transparent e Veep, uma das séries de comédia mais bem-sucedidas da HBO, estrelando uma das maiores comediantes americanas da atualidade, Julia Louis-Dreyfus. É evidente que Orange is the New Black (apesar da fraca terceira temporada) pode surpreender, mas é mais provável que Narcos seja a melhor chance da Netflix de levar um prêmio na categoria de shows este ano. Entre a brilhante interpretação de Jeffrey Tambor que carrega Transparent nas costas (apoiado, claro, por um elenco secundário incrível) e a comédia inteligente de Veep, a briga será grande.

Nossa aposta é: Veep!

veep

Melhor Série Limitada/Minissérie/Filme para a TV: American Crime; American Horror Story: Hotel; Fargo; Flesh & Bone; Wolf Hall.

Bem-vindos a mais uma esquisita categoria do Globo de Ouro (na verdade, uma categoria esquisita compartilhada pela maior parte das premiações para a televisão, incluindo o Emmy). Esta é a categoria onde entram todas as produções televisivas que não são consideradas séries de drama e nem séries de comédia “convencionais”. Ou seja: séries de antologia (onde cada temporada conta uma história diferente, como American Horror Story), minisséries e filmes para TV acabam caindo aqui – algo bastante problemático, visto que o tipo das produções é bem diferente. Mas, enfim, vamos seguindo. Todas as cinco produções fizeram grande barulho este ano. American Horror Story (sempre muito cotada para levar prêmios para casa) e Wolf Hall (minissérie que foi uma das surpresas do ano contando com uma performance brilhante de Mark Rylance) parecem ser grandes concorrentes; contudo, há um problema. Há um concorrente que será aquele “a ser batido”. Defendendo seu cinturão, no corner direito, Fargo. Em sua segunda temporada, a série baseada no clássico filme dos Irmãos Coen extrapolou as brilhantes ideias da primeira temporada, o que gerou a melhor temporada em séries de 2015 e colocou Fargo como uma das (senão a melhor) melhores séries da atualidade. Com um elenco maravilhoso liderado por Patrick Wilson e Kirsten Dunst (esta nunca esteve tão bom quanto aqui), direção, fotografia e roteiros excepcionais, Fargo defende o título com força e favoritismo – e ainda prova a teoria da era de ouro.

Nossa aposta (e torcida) é: Fargo!

fargo-season-2

Amanhã, um post gigante com OITO categorias: as disputas de atuação. Continuem ligados!

 

Confira a lista completa de indicados aqui!

 

Anúncios