o-OSCARS-2013-facebook

Renato Furtado

O anúncio está cada vez mais próximo e hoje é a vez de olhar para a categoria dos diretores. E, apesar de contar com um favorito disparado, a disputa inclui uma seleção imensa que vai de diretores que ainda estão se estabelecendo a veteranos e grandes mestres do cinema. Pode ser que o vencedor já está escrito, mas a corrida abaixo é de uma elegância que só. Confira:

5) Mel Gibson (Até o Último Homem)

mel-gibson-3

Como em outras categorias, a quinta vaga está sendo disputada por grandes nomes todos ao mesmo tempo. No caso, aquele que parece estar mais à frente é Mel Gibson. O ator é conhecido por também ser um grande diretor; discípulo de George Miller, Gibson, no entanto, terá que lutar, também, contra si mesmo: suas declarações racistas fazem com que ele seja persona non grata em muitos círculos de Hollywood. O outro que pode ganhar essa disputa é Garth Davis, diretor de Lion. Tem ótimas chances de ser indicado. Além disso, é impossível esquecer a força de Clint Eastwood e do mestre Martin Scorsese. Pablo Larraín, Jeff Nichols e Denzel Washington também tem chances.

4) Dennis Villeneuve (A Chegada)

ville

O canadense Dennis Villeneuve faz parte daquela rara estirpe de diretores que passa um bom tempo de sua carreira sem dirigir um só fracasso. No caso, desde que começou, o cineasta ainda não entregou um filme ruim. E, depois de “A Chegada”, sua obra-prima e um dos melhores filmes de 2016, parece ser só questão de tempo para que Villeneuve ganhe a estatueta do Oscar. Quem sabe não é com “Blade Runner 2049”?

3) Kenneth Lonergan (Manchester à Beira-Mar)

kenny

Até “La La Land” e “Moonlight” surgirem, “Manchester à Beira-Mar” era o grande favorito para levar todos os prêmios no Oscar. Atualmente, a disputa está mais acirrada e as maiores chances do filme são na categoria de Melhor Roteiro Original e Melhor Ator; no entanto, isso não quer dizer que Lonergan, homem de teatro, não será lembrado na categoria de Melhor Diretor. Pode não vencer, mas sua direção certamente é uma das melhores e mais sensíveis dos últimos anos nos Estados Unidos.

2) Barry Jenkins (Moonlight)

Barry Jenkins

Jenkins é o único que pode incomodar o favorito a vencer o prêmio de Melhor Diretor. Isso porque sua direção estupenda e minimalista se equivale em nível à direção magnífica e espetacular de Damien Chazelle em “La La Land”. Uma disputa interessante; e, de fato, uma grande alegria ver o surgimento de um cineasta tão firme e seguro como Jenkins – que, além de tudo, vem pra destruir de vez o #Oscarsowhite.

1) Damien Chazelle (La La Land)

damien

Ao que tudo indica, não parece ter pra ninguém. Como aconteceu no Globo de Ouro, “La La Land” deve conquistar a noite do Oscar: e um dos prêmios inclui a vitória de Damien Chazelle na categoria de Melhor Diretor. Depois de “Whiplash”, pelo qual já deveria ter sido indicado ao Oscar, essa é a vez de Chazelle. Não tem para ninguém, vitória certa.

Anúncios