oscf

Caio César e Renato Furtado

Chegamos ao final da nossa temporada de previsões conforme o grande anúncio do último prêmio da época de premiações se aproxima. Na próxima terça-feira, dia 24, o mundo conhecerá os indicados ao Oscar – essa festa completamente louca e parcial que todos nós, apesar de tudo, amamos assistir e acompanhar. Hoje, agora prestes a fecharmos as contas, é o momento de analisarmos os possíveis indicados à categoria de Melhor Filme!

Vale lembrar que não temos a menor ideia de quantos filmes serão indicados. Mas, levando em consideração os últimos dois anos, faremos nossas previsões com oito vagas em mente. Confira abaixo a lista de previsões – os links levam diretamente à crítica do Cinema2Manos publicadas até o dia desta postagem:

8) Deadpool

deadpool

Como na grande maioria de todas as outras categorias para as quais lançamos previsões, a última vaga é uma grande competição em aberto. No caso, decidimos a escolha mais ousada de todas: “Deadpool”. O improvável sucesso (um dos maiores de 2016) do improvável herói assegurou indicações importantes na maior parte das premiações dos sindicatos estadunidenses. Mas o C2M tem plena consciência do grande chute que essa previsão pode acabar se tornando, então outros filmes podem assegurar a vaga como “Até o Último Homem”, “Estrelas Além do Tempo”, “Silêncio” e “Jackie”.

7) Lion: Uma Jornada Para Casa

lion

Inspirado por uma história real e com duas performances altamente elogiadas de Dev Patel e Nicole Kidman, “Lion: Uma Jornada Para Casa” é um dos filmes que deve cumprir a famosa cota dos filmes independentes da premiação. Dirigido por Garth Davis, o filme tem conquistado as plateias e tem boas chances de ser indicado – mas só porque existem 8 vagas.

6)  A Qualquer Custo

hellorhighwater

Mais um caso de um filme inesperado em uma competição inesperada. O filme texano de roubo a banco texano protagonizado por caubóis texanos modernos que são perseguidos pelos Texas Rangers, os policiais mais texanos do mundo. O grande mérito do filme para os estadunidenses (além dos texanos) é que “A Qualquer Custo” aborda uma problemática mais do que atual nos Estados Unidos: após a grande crise econômica de 2008, muitas pessoas perderam todos os seus bens e suas casas. E esta narrativa é uma história de vingança. Não é de admirar que tenha conquistado tanta gente.

5) Cercas

fences

Após vencerem os prêmios Tony (o Oscar do teatro), Denzel Washington e Viola Davis trazem a peça “Cercas” para as telonas. E mesmo que seja profundamente enraizado no teatro (aproximando-se do teatro filmado em certos momentos), “Cercas” traz performances magníficas de dois atores magníficos. Davis, principalmente, deve impulsionar o filme à uma das vagas porque tem grandes chances de vencer seu merecido Oscar na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante.

4) A Chegada

arrival

Considerado um dos melhores filmes de 2016 no Top10 C2M, o mais recente filme de Dennis Villeneuve (prestes a lançar “Blade Runner 2049”) é uma ficção-científica de altíssimo nível, um clássico quase instantâneo. Por um lado, ser um filme de gênero é algo visto com maus olhos pela Academia, que prefere as obras que se assumem como dramas. No entanto, a qualidade de “A Chegada”, que traz (mais) uma performance estelar de Amy Adams, praticamente garante a indicação do filme – e de seu diretor, de sua atriz principal, de sua fotografia, de sua montagem…

3) Manchester à Beira-Mar

manchester

No início do ano passado, após sair de Sundance, “Manchester à Beira-Mar” era o maior favorito ao prêmio de Melhor Filme. No entanto, apareceram outros dois candidatos que acabaram roubando os holofotes, fazendo com que o novo filme de Kenneth Lonergan (que deve ser indicado como diretor e como roteirista) protagonizado por Casey Affleck (que deve vencer o prêmio de Melhor Ator) caísse para a terceira colocação. É a única zebra possível.

2) Moonlight: Sob a Luz do Luar

moonlight1

Se algum filme pode roubar o Oscar de “La La Land”, este filme é “Moonlight”. Assim como na categoria de Melhor Diretor, onde Barry Jenkins pode destronar o favorito Damien Chazelle, “Moonlight” é o único concorrente forte o suficiente para fazer frente a um dos filmes mais comentados dos últimos tempos. Além disso, é um filme crucial que, como “Cercas”, ajuda a alimentar o debate sobre a questão da diversidade em Hollywood. É uma obra necessária e emocionante que pode se sagrar campeã na noite da premiação.

1) La La Land: Cantando Estações

lalaland

Todo ano vê um grande favorito se aproximar cada vez mais do prêmio. Se no ano passado o posto foi ocupado por “Spotlight”, obra que venceu o Oscar com muita controvérsia. Em 2017, no entanto, existem poucas dúvidas dos méritos de “La La Land”, o moderno musical de Damien Chazelle que vem conquistando o público mundo afora. Protagonizado por um dos melhores casais cinematográficos dos últimos anos (Ryan Gosling e Emma Stone, que deve vencer o prêmio de Melhor Atriz) e repleto de sequências memoráveis, “La La Land” é um deleite visual, um musical encantador, pura magia cinematográfica que deve vencer o Oscar de Melhor Filme.

Anúncios