Nota: 7 / Nathalia Barbosa

Engraçado: esta é a palavra que define totalmente o novo Homem-Aranha. Novo, aliás, em todos os sentidos. “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” mostra o herói em sua fase mais nova, com 15 anos.Engraçado: está é a palavra que define totalmente o novo Homem-Aranha. Novo, aliás, em todos os sentidos. “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” mostra o herói em sua fase mais nova, com 15 anos.

Usando a efervescência da instantaneidade promovida pela tecnologia atual, Tom Holland interpreta um Peter Parker confuso com as responsabilidades e a popularidade de herói. Em meio a tudo isso, quer mostrar a força de seus poderes e provar seu valor, principalmente diante dos Vingadores com foco em Tony Stark (Robert Downey Jr.), uma espécie de tiozão tutor.

Aliás, Parker disfarça sua dupla identidade ao falar que tem um estágio na empresa Stark, coisa típica dos aprendizes na fase colégio/faculdade. Nesse contexto, é o Homem de Ferro como tutor que lhe dá um uniforme ultra high-tech. Apesar ser algo exagerado, mostrando um herói dependente de tantos apetrechos – o que chega a irritar o público –, há um tom reflexivo até mesmo no “saber usar” da modernidade: Homem-Aranha precisa provar que consegue se virar sem os modernos apetrechos.

Nessa empreitada, o fator principal que mistura descobertas infanto-juvenis e o caráter responsável e difícil em ter superpoderes é o vilão Abutre. Interpretado por Michael Keaton, Toomes (Abutre) é um ex-funcionário da Stark que monta uma máfia fabricante de armas hiper potentes com peças descartadas, restos e cargas roubadas de materiais de força bélica.

Com estilo descolado e descontraído, o diretor Jon Watts sabe brincar com a fama de herói menos útil, mostrando alguém na puberdade com suas paixões do colégio. Em sua vida pessoal, Parker tem uma paquera de colégio altamente emblemática – uma aluna importante no clube de estudos, Liz (Laura Harrier) –, e o amigo nerd Ned (Jacob Batalon), que morre de admiração pelo amigo e se mostra extremante útil em ajudar o Homem-Aranha. Finalmente, houve um grande acerto em meio aos filmes da Marvel. Homem-Aranha é engraçado sem ser ridículo e forçado. Consegue ser divertido com boas tiragens e é uma maturação do personagem que nos faz torcer por ele. Sem dúvidas, uma ótima sacada!

Anúncios